Copa do Mundo da AMR promove a inclusão social

//Copa do Mundo da AMR promove a inclusão social

Copa do Mundo da AMR promove a inclusão social

Torneio de futebol para crianças e adolescentes cadeirantes e com outras deficiências motoras será realizado nos dias 4 e 5 de julho

O esporte oferece oportunidades transformadoras. Em especial o futebol tem o poder de unir as pessoas, independentemente da sua classe social, credo, etnia ou gênero. E em ano de Copa do Mundo, a Associação Mineira de Reabilitação (AMR) aproveita o ensejo deste evento planetário para promover a inclusão social das crianças com deficiência atendidas gratuitamente pela ONG, realizando o seu próprio torneio de futebol. A II Copa do Mundo da AMR acontece nos dias 4 e 5 de julho, na sede da entidade, em Belo Horizonte (MG).

Cerca de 160 crianças, divididas em três seleções: Brasil Verde, Brasil Amarelo e Brasil Azul, participam da competição onde todos serão campeões e receberão medalhas. Os jogos terão duração de 30 minutos e a cada seis minutos haverá substituições de equipes para que todos possam jogar sem se cansar. Cada equipe será composta por seis atletas.  Como muitas crianças atendidas pela AMR utilizam cadeiras de rodas, andadores ou bengalas, uma bola gigante será usada nos jogos, que poderá ser manuseada tanto com as mãos quanto com os pés.

“Nosso intuito é promover a inclusão esportiva das crianças e adolescentes que atendemos, dando a eles a oportunidade de participarem de um campeonato de verdade. Desenvolvemos uma metodologia adaptada à realidade deles, em um local seguro, com toda a estrutura necessária e, ainda, com tudo o que se tem direito em qualquer competição dos colégios, inclusive com a entrega de medalhas”, explica o professor de educação física e supervisor de Esporte da AMR, Guilherme Sette Câmara.

Trabalho continuo

A iniciativa complementa o trabalho já desenvolvido pelo setor de Esporteterapia da AMR, estimulando as crianças à prática rotineira de atividades como esportes adaptados – que é o caso, modalidades paraolímpicas, atividades rítmicas como dança e capoeira e jogos e brincadeiras.

Segundo Márcia Castro, superintende da AMR, a II Copa do Mundo da AMR faz parte do planejamento da Esporteterapia, que busca recriar grandes competições mundiais no contexto do público atendido pela instituição. “Essa é uma forma de expandirmos os horizontes das crianças, ensinarmos a superar novos desafios e mostrarmos a elas que é possível participar de muitas atividades”, reitera. 

As atividades são desenvolvidas para um público com perfil variado de doenças, tais como: Paralisia Cerebral, Tetraplegia Espástica, Espinha Bífida Lombar, Espinha Bífida não especificada, Hemiplegia Infantil, Transtorno do Plexo, Distrofia Muscular, dentre outras.

2018-06-28T18:22:24+00:00 28, 06, 18|0 Comments

Leave A Comment

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.